Biografia

Biografia do Pintor Fernando Rosário



Fernando da Silva Rosário nasceu em Esposende a 30 de Janeiro de 1950. Filho de Joaquim do Rosário e de Eva Gonçalves Ferreira da Silva foi o 4º de 12 irmãos, que os pais, modestos, criaram no seio de uma família tradicional.

Fernando Rosário desde muito cedo mostrou a sua aptidão para o desenho distinguindo-se desde a escola Primária.
Ainda da época da escola Primária, recorda as imagens religiosas dos quadros que então decoravam a casa paterna e que eram a sua grande inspiração, passando horas a memorizar e a tentar reproduzir cada um deles até à perfeição. Recorda também as inúmeras vezes em que, em vez de fazer as cópias e as redações que os professores mandavam como trabalho para casa, substituir cada uma delas por pequenos desenhos, alguns em banda desenhada, que eram forte motivo de admiração dos colegas e amigos. No entanto, razão de alguma preocupação por parte dos professores, que viam a sua capacidade criativa em risco de perder-se, consideradas as poucas posses da família e a distância a que Esposende parecia ficar de tudo naquele tempo.

Mais tarde, os pais encontraram-lhe emprego numa tipografia de Esposende, a Tipografia Cávado. Todavia, e a instâncias do próprio patrão, vai prosseguir os estudos na escola Comercial em Viana do Castelo.

Aos 15 anos vai para Braga, onde se matricula na Escola Carlos Amarante, frequentando o Curso Nocturno de Desenho e trabalhando em simultâneo numa litografia como desenhador. Em 1972-1974 cumpre o serviço militar obrigatório, parte dele em comissão na então colónia de Timor. Após o serviço militar radicou-se em Esposende, onde constituiu família. Passa depois a repartir o seu tempo entre a vida profissional e o seu gosto por desenhar e pintar.

Expõe os seus trabalhos de forma pontual desde 1972. Em 1980 assume a pintura quase a tempo inteiro. A partir de 1986 dedica-se também ao restauro de óleos sobre tela. Desde 1992 que abriu Atelier de pintura em Esposende e se assume como Pintor em pleno. Afirma: “quis ser pintor e consegui, esta é a minha vocação”.

Entre várias técnicas de desenho e pintura que domina, evidenciam-se o carvão, a caricatura, a aguarela, o pergaminho iluminado e o óleo sobre madeira, platex ou tela. 
Dos restauros destacam-se as telas da Igreja do Senhor da Cruz em Barcelos, os retratos dos grandes beneméritos da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Varzim, as telas da Matriz de Pedrógão Grande, de S. Geraldo da Sé de Braga, entre outras. 
Dos retratos, a maior notoriedade vai para a Galeria de Retratos a Óleo de Antigos Professores da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. 
Fernando Rosário tem obra dispersa por Portugal e pelo mundo, nomeadamente, Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Espanha, França, Alemanha e Suíça. Possui ainda obra retratista em Museus e em colecções públicas e privadas. 

Recebeu várias distinções pelo seu mérito artístico: dos Bombeiros Voluntários de Vila das Aves, da Câmara Municipal de Felgueiras, Universidade de Coimbra, Universidade do Porto, Sé de Braga, Misericórdia de Barcelos, Academia Portuguesa de História, Núncio Apostólico e da Câmara Municipal de Esposende.